Marcus Deminco por Mara Narciso

Quem quiser uma leitura leve e descompromissada deve procurar outro autor. Marcus Deminco é um escritor que nasceu das suas próprias buscas. Quando ele, curioso, intenso e visceral, escreveu “Eu e meu amigo DDA”, distribuiu pelo Orkut informações sobre o Distúrbio de Déficit de Atenção. Angariou simpatia e noutras situações nem tanto, pois a doença é questionada e gera polêmica ainda hoje, quando se discute até a sua existência.

Desde a sua primeira incursão literária, o escritor manifestou coragem, e numa catarse vomitou sua vida de forma literal e quase sem censura. Seu vocabulário era bom, mostrando conhecimentos filosóficos e de psiquiatria...

saiba mais

Estafeta sem rumo

SOU ANDARILHO PEREGRINO;

Trem sem trilho,

Gramíneas sem milho,

Maquinista valdevino.

SOU ANDARILHO PEREGRINO;

Peralvilho sem chegada.

Bicho campesino;

Correndo pela estrada.

 

saiba mais

A Contradição

Sou o espelho da complexidade na sua forma mais simples;
Sou a intensidade com mil exclamações;
Sou dono de questionamentos intermináveis que lancei ao vento;
Sou pedaço do pequeno mundo lá fora, dentro de um enorme universo à parte;
Sou fiel nas traições e sincero demais nas mentiras;
Sou a pressa com todo o tempo disponível;
Sou a bagunça na qual se encontra qualquer coisa;
Sou a continuação das eternas perguntas, e as respostas ainda sem conclusão;
Sou o errado que busca acertar e a sorte de acertar sem querer;
Sou tristeza mascarando alegria, e alegria enrustida de tristeza;
Sou amigo de quase todos, mas poucos conseguiram me cativar;
Sou altruísta com estranhos e egocêntrico com os mais próximos;
Sou humilde por puro charme, mas vaidoso sem ser pedante;
Sou exagerado n...

saiba mais